Você sabia que Isaac Newton decidiu se tornar cientista quando ainda estava nos seus primeiros anos de formação? Ele, Galileu Galilei e Aristóteles demonstraram interesse pelo mundo da pesquisa muito cedo, em idade do que seria o nosso ensino médio.

Todos eles precisaram de apenas um contato com o mundo da ciência para se interessarem. Isso mostra que muitas vezes, basta um estímulo para que jovens se tornem estudantes interessados por ciência e pesquisa. É pensando nisso que a Faseh instituiu o programa BIC-Jr, Programa de Iniciação Científica Júnior, em parceria com Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (FAPEMIG).

O programa abrange estudantes do ensino fundamental, médio e de educação profissional da rede pública de Vespasiano (MG). Eles recebem bolsas para participar de projetos/atividades de pesquisa ou de extensão científica, tecnológica ou de inovação, orientados por pesquisadores qualificados da FASEH.

Neste artigo, vamos entender a importância de despertar a vocação científica para a pesquisa e conhecer um pouco de cada projeto desenvolvido na faculdade.

 

A importância de estimular a pesquisa na escola

O envolvimento de jovens e adolescentes com pesquisa e ciência tem se mostrado benéfico para eles. Segundo a pesquisadora Gina D. Markowitz, esse tipo de programa contribui para o entendimento do aluno quanto à confiabilidade no material científico, além de mostrar como a pesquisa pode ser acessível. Isso sem contar os futuros cientistas que se encontram dentre os participantes.

Mas não é apenas a carreira que pode ganhar muito com projetos do BIC-Jr. De acordo com um material do Conselho Nacional de Pesquisa (EUA), esses programas também promovem a compreensão sobre os processos e métodos científicos, o que nem sempre se aprende assim que chega à faculdade.

O próprio ex-presidente americano, Barack Obama, sugeriu em um discurso, no ano de 2009, que cientistas pensem maneiras criativas de fazer com que os jovens se engajem em ciência, tecnologia e engenharia. Ele garante que isso pode aumentar a performance na escola.

Confira a seguir como a FASEH contribui para esse esforço com o BIC-Jr.

 

Projetos do BIC-Jr da FASEH

Conheça um pouco dos projetos desenvolvidos pela FASEH em 2017, dos quais participaram nove jovens alunos da rede pública da Vespasiano:

Saúde da Mulher – o projeto do curso de Medicina “Estudo do perfil de resistência antimicrobiana das infecções urinárias em mulheres da região de Vespasiano, MG” avaliou a prevalência de infeções do trato urinário em mulheres atendidas em instituições da região. Os alunos puderam conhecer os métodos laboratoriais de estudo e para o início da coleta de amostras biológicas.

Saúde da Família – outro projeto, também da Medicina, foi realizado com pacientes atendidos na Estratégia de Saúde da Família do bairro Célvia (Vespasiano) e que tiveram exames de fezes positivos para enteroparasitos. Os alunos acompanharam a visita às residências, a aplicação de questionários e a coleta de amostras para exames, assim como orientações para evitar o reaparecimento do problema.

Pronto Atendimento. Posso Ajudar? – vinculado ao curso de Enfermagem, o “Projeto Posso Ajudar no Processo de Humanização na Unidade de Pronto Atendimento, Vespasiano-MG” propôs a otimização do atendimento aos usuários da UPA Vespasiano. A aluna participante percebeu que ao acompanhar os familiares até o leito, estes se sentiam mais acolhidos, humanizando o processo.

Direito do Adolescente – o BIC-Jr também abrange a área de humanas. Na área do Direito, foi desenvolvido o projeto “O adolescente em conflito com a lei e a redução da maioridade penal”. O estudo envolveu a análise da lei em tramitação no Congresso Nacional sobre a redução da maioridade penal. Os alunos compreenderam os processos de revisão bibliográfica e coleta de dados estatísticos, sendo capazes de desenvolver consciência crítica sobre o problema.

Português e inglês na linguagem forense – O curso de Direito também ofereceu o projeto “Orientação para a produção de textos com base na linguagem forense”. Os alunos tiveram contato direto com a norma culta da língua portuguesa, iniciação à língua inglesa e introdução à metodologia do trabalho científico com base na linguagem forense.

Os resultados de cada projeto do BIC-Jr são apresentados em semanas científicas promovidas pela Faseh e em palestras realizadas por alunos da Faseh que participaram do projeto.

Alguns projetos possuem próximas etapas, a serem executadas em 2018, além de novas iniciativas dentro do programa. Serão desenvolvidas pesquisas sobre obesidade, microbiologia, parasitologia, compostagem do lixo (direito ambiental) e linguagem forense.

O BIC-Jr tem potencial de deixar para os alunos de Vespasiano um grande legado. Fique ligado nas nossas redes sociais para saber mais!

 

18 de maio
Conheça o programa de mentoring da FASEH
7 de junho
CPA: o que é e como ela contribui para a qualidade do ensino superior