ProUni e FIES são dois programas do governo federal que criam oportunidades de acesso à faculdade. Ambos têm o objetivo de criar condições para o ingresso ao ensino superior em instituições particulares. Conheça as condições de entrada e os benefícios de cada um.

Você já sabe disso, mas não custa reforçar. O ponto de partida é sempre o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio). Quem faz a prova pode tentar o financiamento pelo FIES, ou a bolsa, pelo ProUni. Cada programa, instituição e curso tem sua nota mínima de corte. Ou seja, a sua nota no ENEM será determinante para os dois casos.

A seguir, vamos esclarecer suas dúvidas sobre os procedimentos para que tenha acesso aos dois programas.

Vamos lá?

FIES

O FIES – Fundo de Financiamento Estudantil – é um programa do Ministério da Educação, assim como o ProUni. Contudo, ele não oferece bolsas e, sim, financia a graduação na educação superior de estudantes matriculados em instituições particulares.

É possível fazer a inscrição em qualquer período do ano por meio do SisFIES (Sistema Informatizado do FIES). Você pode se inscrever se estiver matriculado em um curso superior em instituição particular que tenha avaliação positiva pelo MEC.

Assim que aprovado, você passa por três fases:

● Utilização: a cada três meses, você paga o valor de no máximo R$ 150,00, que se refere aos juros incidentes sobre o financiamento.

● Carência: ao finalizar o curso, você deve continuar pagando esse mesmo valor, de no máximo R$ 150,00, por até 18 meses.

● Amortização: após o período de carência, o seu saldo devedor é parcelado em até três vezes o período financiado. Se o curso do qual participou qualquer pessoa teve a duração de quatro anos, ela terá 8 anos para quitar o saldo.

O financiamento de cursos por meio do FIES é o que possui taxas mais baixas no Brasil, por terem subsídios. Ainda assim, até 2017, a taxa de juros aplicada era única para todos os contratos: 6,5% ao ano. A partir de 2018, existirão diferentes modalidades de financiamento, que podem ou não cobrar juros.

ProUni

Sigla para “Programa Universidade para Todos”, o ProUni oferece bolsas de estudo integrais e parciais (50%) para estudantes de baixa renda em faculdades ou universidades particulares.

A fim de tentar uma bolsa no ProUni, você precisa ter alcançado pelo menos 450 pontos no ENEM e não pode ter zerado a prova de Redação. Mas não basta ter essa nota para entrar no curso de sua preferência – cada graduação e instituição tem sua nota de corte.

Sua renda bruta familiar também não pode ultrapassar 1,5 salário mínimo por pessoa (bolsa integral) ou até 3 salários mínimos por pessoa (50% de bolsa).

Depois que fizer o ENEM e alcançar a nota mínima, se você não tem outro diploma de curso superior, poderá tentar o ProUni. Para isso, deverá preencher ao menos um dos pré-requisitos abaixo:

Ter cursado o ensino médio em instituição pública ou em instituição particular como bolsista.

Ser pessoa portadora de necessidades especiais.

Ser professor da rede pública e estar lecionando (só para cursos de Licenciatura, não sendo necessário cumprir o requisito de renda).

Como tentar o ProUni

Se você fez o ENEM no ano imediatamente anterior ao da seleção e cumpriu os requisitos de nota e condição, pode tentar a bolsa.

São duas as fases do ProUni: regular e bolsas remanescentes. Nos dois casos, as inscrições são gratuitas e você pode realizá-las em duas datas anuais exclusivamente pela internet, por meio da página do ProUni, normalmente nos meses de janeiro e junho.

As vagas remanescentes são aquelas não preenchidas nessas datas anuais e podem ser requeridas por quem não passou no processo inicialmente, com os mesmos requisitos mencionados acima.

É possível uma pessoa ter ProUni e FIES?

Sim. Se você conseguir uma bolsa parcial no ProUni (50% da mensalidade) pode custear a outra parte por meio do FIES sem necessidade de apresentar fiador. Entretanto, a soma do ProUni e do FIES não pode ultrapassar o valor do curso.

Você deve se atentar para alguns critérios, caso queira fazer isso:

A faculdade que você pretende cursar ou estiver cursando deve aceitar ProUni e FIES.

O curso deve ser pago e ter avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES).

Você só pode solicitar ProUni e FIES para o mesmo curso na mesma instituição.

A FASEH é credenciada nos dois programas. Se precisar tirar alguma dúvida, não deixe de entrar em contato.

18 de janeiro
Você já conferiu seu resultado do Enem? Entenda os critérios de uso dessa nota para entrar na faculdade