31 2138-2900
31 98455-2894





NOVO PROJETO DO MENTORING DA FASEH LEVA ESTUDO DA ARTE A ALUNOS DE MEDICINA


Médica psiquiatra e doutora em história da arte é a responsável pelo trabalho que pretende despertar a sensibilidade do olhar dos acadêmicos para interpretar e atender de forma humanizada os pacientes

Prof. Dra. Fernanda Medina: Arte e Medicina como disciplina extra-curricular na FASEH

 

Estudar o conteúdo científico e treinar as técnicas para o exercício da profissão, apenas, não farão do estudante de medicina um bom médico. Se a habilidade de observar, ouvir e “ler” o outro, seus problemas e seus sintomas não for trabalhada, dificilmente ele será um profissional capaz de diagnosticar e tratar de maneira eficaz seus pacientes. Pensando nisto, a FASEH investiu em um novo projeto do Núcleo de Mentoring com aulas de artes para os estudantes. 

Uma primeira foi feita, no fim deste semestre e lotou a sala com a presença de 40 alunos de períodos variados da Medicina. Em análise, a pintura clássica “Lição de anatomia” de Rembrandt 
em contraponto com a obra moderna e controversa do médico e artista plástico alemão Gunther Von Hagens que usa cadáveres de verdade.

Plastinação de cadáver: exposição de anatomia de Gunther (reprod. internet)

 

“O objetivo não é a transformação de alunos de medicina em artistas. Propomos uma série de debates ilustrados, visando principalmente a iniciação da linguagem visual, a apreciação das artes, a “educação” do olhar crítico e atento, o desenvolvimento da criatividade e da sensibilidade dos participantes”, explica a professora Fernanda Medina.

A médica psiquiatra e doutora em história da arte pela Universidade de Rennes, na França, que dá aula de introdução à semiologia, na FASEH, diz que a interdisciplinaridade entre as ciências humanas e biológicas não é trabalhada aqui no Brasil, como na Europa. “Na Universidade de Durham, na Inglaterra, a faculdade de Medicina tem um departamento de estudos de artes e humanidades. O trabalho de arte para a Medicina ajuda o profissional de saúde a lidar com as próprias questões pessoais e também com as apresentadas pelo paciente”.

“Lição de anatomia do Dr. Tulp”: Rembrandt e a arte da medicina

 

Dentro do programa de Mentoring que visa orientar os alunos na trajetória profissional, identificar potenciais, talentos e oportunidades para desenvolver habilidades, as aulas de artes pretendem abrir a percepção dos estudantes de Medicina para a necessidade de humanizar e aprofundar a relação com o paciente.

Para a aluna Júlia Neves, do 9º período, a informação de que o mentoring faria uma aula sobre arte e medicina despertou entusiasmo imediato. “Sempre tive muita curiosidade sobre ambos os temas, mas nunca os havia relacionado diretamente. Vivenciando essa aula, concretizei a importância de sabermos olhar e interpretar situações para uma boa prática médica diária”.

Júlia conta que saiu da aula pensando como uma situação pode ser vista de forma superficial mas, quando se sabe mais sobre essa mesma situação, os sentimentos podem mudar completamente. “É o que devemos aplicar com nossos pacientes, para que não façamos pré-julgamentos errôneos que nos atrapalhem na abordagem dentro do consultório. Educar o olhar e treiná-lo. Afinal, como disse Rubens Alves: Quando a gente abre os olhos, abrem-se as janelas do corpo, e o mundo aparece refletido dentro da gente”, conclui a estudante.

As aulas de Arte e Medicina serão retomadas no próximo semestre letivo. Informações com a equipe do Núcleo de Mentoring: Prof. João Marcos de Castro Andrade e Prof. Fernanda Medina

 

 

 

RUA SÃO PAULO 958, Jardim Alterosa - VESPASIANO - MG CEP 33200-664
CONTATO 55 (31) 2138-2900
BHY Tecnologias